30 de março de 2014

Penetra

Tela: Tanz auf der Festwiese (1929), Josse Goossens

Neste momento
em que faltam 5 minutos
pro dia acabar,
participo de uma festa.

Há muito,
não vou a uma.

Tem surdo, violão,
pandeiro e microfone
plugado.
Pessoas alegres
entoam samba
depois do outro.

O cavaquinho destaca:
suas cordas estalam
pro Ôôôaaaaaa
soar ritmado.

A certa hora,
todos calaram:
Parabéns pra você...
Um ano a mais
pra ver luz do sol
bater
na murada,
no terreno,
na calçada.
Sim: uma bênção.

Tudo perfeito,
senão um detalhe:
eu não estou lá.

Cercada de almofadas
e livros,
eis-me longe
dos convivas,
do arranjo do bufê.
Perto da janela,
à espera do amanhecer.

Tela: Leaving a Masqued Ball (1905), José García Ramos


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário