31 de março de 2014

Addicted

Tela: Girl Reading (1885-95), Pierre-Auguste Renoir

Eu afogo
a cara inteira
nas duas páginas do livro -
sou amante
no colo largo da amada.

Das duas páginas,
sorvo tudo:
caractere, acento,
vírgula,
espaço em branco.

Vou me refestelar
no que dizem.

Não deixarei
signo sobre signo.
Significante algum
me escapará:
perseguirei todos.
(Pastora que põe
no entorno
cada ovelha solta
de si.)

As páginas são
harém:
abarcam frases
que enlaço, traço
e engulo.
Sobem à cabeça,
fervilham nas veias,
embaralham tudo,
me elevam,
me rebaixam.
Me fazem bem.

Eu as quero todas.

Fim do transe,
significados rendidos,
passo a folha ávida -
recomeço tudo.

Vou neste elã,
vou neste afã,
neste ardor!
Até meu corpo
se suprir.

Tela: Dame am Goldfischbassin (Die Gattin des Künstlers) - 1911 - Lovis Corinth


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário