23 de fevereiro de 2014

Nas nuvens!...

Imagem de mel twocan

Recatadas e vaporosas,
penduradas lá em riba,
as nuvens estão.
Dando água e guarita,
dispersas arrumadinhas,
feito alunas de instituição.

Branquinhas nos dias
limpos,
quando ficam carregadinhas,
sujinhas são.
Então, tão pesadinhas,
não se aguentam de
gordinhas e
despencam
inundação.

Quando a tarde se despede
e o sol de menos arde,
as nuvens se pintam dramáticas:
rosa, laranja, escarlate.

Fotografia de Jan Balek

De noite, a luz finda,
olho pro céu, que coisa
linda:
lá mesmo, ainda estão.

Espaçadas, de cor cinza,
entre estrelas que piscam,
as nuvens deslizam e se esticam...
Bailarinas sem intenção.

E pensar
que anos a fio
estudando suas feições -
peteca, bola, peão -
apostava que elas todas
tinham trama de algodão.

Fotografia de Lynn Greyling


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.