16 de março de 2012

Afinal: o que os sonhos querem dizer?

A liturgia de hoje me mostra que não ouço a voz do Senhor -
por não seguir Seus mandamentos, tenho sonhos recorrentes de "reprovação"

Imagem: Frau im Bett (schlafend) – Schlafendes Mädchen I (1922), Walter Grammatté

você tem sonhos repetidos? que tornam a aparecer? eu tenho. ondas do mar, grandes, imensas ondas, frequentemente povoam minhas madrugadas. outro sonho é que estou em uma sala de aula, repleta de gente (ou melhor: de colegas), e é dia de prova ou da entrega de algum trabalho, porém não estou preparada. não estudei, não fiz a tarefa e certamente "ficarei para trás", serei "reprovada". daí, eu acordo.

sei que sonhos não são literais, e sim, metáforas.

por isso, costumava folhear livros com seus "significados". era um barato. o chato é que não demorou - leitora voraz que sou - para eu descobrir que as interpretações dos sonhos não são generalistas: devem ser individuais. as ondas do mar colossais têm um sentido para mim, para a minha vida, e têm um sentido diverso para outra pessoa - levando-se em conta as particularidades de sua vida, de seus traumas.

mas, mais do que as ondas que varrem o meu sono, os sonhos com salas de aula são os que mais me intrigam. vira e mexe, acordo de manhã me perguntando: "o que será que estou 'devendo'?"; "que tarefa deixei de cumprir?"; "para que 'prova' eu não me preparei?". e vou passando em revista todos os aspectos da minha vida: como filha, como irmã, como afilhada, como neta, como esposa e (agora) como mãe.

não há dúvida, internauta d'A Católica, de que integro a parcela da humanidade que está o mais despreparada possível para a Vida Eterna. se eu morresse hoje (vixe, Maria!) talvez nem mesmo o Purgatório eu mereceria: estou em débito em vários aspectos da minha vida. sobretudo, como a católica apostólica romana que me propus a ser. ou melhor, que eu sou, desde o dia do meu Batismo: 14 de novembro de 1976 (se não me engano...).

desse modo, o período da Quaresma, este mesmo que estamos vivendo desde a Quarta-Feira de Cinzas, é extraordinário: trata-se da ocasião oportuna que a Igreja nos dá, que ela nos propõe, de questionarmos como estamos levando a nossa vida, que escolhas temos feito e que rumo devemos tomar, a fim de ajudar a construir o Reino de Deus aqui e agora. como Padre Vicente, da Comunidade Bethânia, resumiu tão bem na carta que recebi dele neste mês:

Quaresma é esse tempo forte onde Deus nos chama à conversão e mudança de vida. É tempo oportuno para rezar mais, jejuar mais e intensificar a nossa caridade.

Padre Luizinho, da comunidade Canção Nova, também sintetiza esse período na edição de Março de 2012 da revista Canção Nova:

Na quarta-feira de cinzas, iniciamos o Tempo mais rico e profundo da Liturgia, na verdade este Tempo que abrange a Quaresma, Semana Santa e Páscoa até Pentecostes é um grande retiro, centro do Mistério de Cristo e da nossa fé e salvação. Tempo privilegiado de conversão e combate espiritual, de jejum medicinal e caritativo.

Schlafende Hirtin (1912), Franz Marc

talvez meus sonhos recorrentes com salas de aula, provas para as quais não estudei e trabalhos e exercícios os quais não fiz, queiram justamente dizer quão despreparada e negligente estou como fiel da Igreja. como ser humano. talvez queiram me mostrar que o ódio, a indiferença, a intriga e a maledicência andaram criando um toldo de ervas daninhas que abafaram os grumos do meu ardor cristão. e me deixaram "para trás".

penso que a mulher nova, convertida, quer nascer em mim. contudo, eu não a deixo vir. e vou vivendo esta dicotomia triste e dolorosa entre o que eu gostaria de ser e o que eu, por teimosia e apego, me imponho a ser.

assim, como "estudar para a prova" ou "apresentar o trabalho", se me recuso a ouvir o Senhor, nosso Deus (Mc 12, 29)? como ser "aprovada" na "sala de aula", que é a metáfora da minha vida, sem pôr em prática os Seus dois maiores mandamentos: amá-Lo de todo o coração, de todo o pensamento, de toda a alma, de todas as forças e amar o próximo como a mim mesma (Mc 12, 33)? O Salmo da liturgia de hoje profetiza:

No entanto, meu povo não ouviu a minha voz, Israel não me quis obedecer.
Por isso, os abandonei à dureza de seus corações. Deixei-os que seguissem seus caprichos.
Oh, se meu povo me tivesse ouvido, se Israel andasse em meus caminhos!
Eu teria logo derrotado seus inimigos, e desceria minha mão contra seus adversários.
Os inimigos do Senhor lhes renderiam homenagens, estaria assegurado, para sempre, o destino do meu povo.
Eu o teria alimentado com a flor do trigo, e com o mel do rochedo o fartaria (Sl 80, 12-17).


é tempo de ser aprovada. de ouvir e obedecer a Deus, que é um só e que não há outro além Dele (Mc 12, 32). tempo de me converter - como mostra o livro de Oseias, também parte da liturgia de hoje:

Volta, Israel, ao Senhor teu Deus,
porque foi teu pecado que te fez cair.
Muni-vos de palavras (de súplicas) e voltai ao Senhor. Dizei-lhe:
"Perdoai todos os nossos pecados, acolhei-nos favoravelmente.
Queremos oferecer em sacrifício a homenagem de nossos lábios"
(Os 14, 1-2).


é tempo de superar a sensação de fracasso que meus sonhos recorrentes com salas de aula me dão. para poder, enfim, desocupar a minha mente da culpa e dar a ela o espaço necessário, vital para sonhar novos sonhos.

Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

3 comentários:

  1. Parabéns Pelo seu Blog, eu tenho,tive os mesmo sonhos varias vezes em sala de aula diferente; todos eles nos ensinando alguma coisa alguns deles com salas meios bagunçadas outras bem mais organizadas, tive sonhos com a mesma pessoa que gostei, três vezes seguidas do mesmo jeito o mesmo movimento o mesmo vestido sem explicação devo tanto ao Senhor nosso Deus como as pessoas que gostei

    ResponderExcluir
  2. oi Ana Paula, me chamo Cristina. Tb anoto todos os meus sonhos e sempre desejo os sonhos de Deus. Com muitas libertações em retiros que eu mesma me propus, assim em casa mesmo, jejuando, saindo da TV, rezando incessantemente, confessando e comungando alguns sonhos sumiram. Ex:Estar nua na escola, mas ninguém percebia. kkk ou correr correr mas não sair do lugar e alguém me perseguir. E ainda outro, gritar gritar e não ter vós. Nem me apresentei direito, tenho 24 anos e sou artista plástica. Enfim, procurei no Google sites católicos sobre sonhos, e já li como você, livros sobre. No final das contas hoje tive um sonho espetacular. Não conseguia me lembrar o dia todo, quando agora já 1 da manhã fui tomar banho pra dormir e lembrei que mais uma vez sonhei ter uma filha. (sou recém casada e estudo, não tenho planos para agora rsrs (só pra vc entender)). Então puxei puxei minha mente agorinha e lembrei.. sonhei comigo criança, e eu me abraçava, me acolhia, me chamava de linda. E pedia para que nos fotografassem juntas porque sabia que ela ia sumir e ninguém ia acreditar. Nossa agora que lembrei foi mto lindo, eu era linda. Foi a prova de que Deus me concedeu me reconciliar com meu passado. Ele é fiel. Um detalhe: sei que nós projetamos nos nossos sonhos tudo que não resolvemos no dia a dia ou no nosso passado, portanto entendo que nesse ano, as muitas vezes que sonhei ter um bebe nos braços, e nunca entender como podia, já que não tinha corpo de grávida, seios com leite etc (isso no sonho) comecei a perceber que não era por conta da mudança de ter casado e etc, era porque mais do nunca estava vivendo com Jesus, e ele me concedia vitórias, nos jejuns, orações, abstinências e etc. Grata por você ter compartilhado seus sonhos. Deus lhe abençoe. (se pulei letras ou não obedeci as regras peço desculpas, já to sono, já passou da hora rsrs).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristina!
      Saudações de BH!!

      Seu comentário, mesmo escrito "com sono", foi muito elucidativo. Adorei lê-lo e sou eu quem lhe agradeço por haver confiado a mim e aos demais internautas do Blog A CATÓLICA algo tão íntimo como seus sonhos!

      Eu sou adepta de que a Melhor Interpretação para eles, quem pode dar, somos nós mesmos(as). Você está na trilha certa, na minha modesta opinião. Contudo, já ouvi dizer que sonhos com "gravidez" significam desejo de liberdade, de emancipação. Eu sonhava muito que estava grávida quando entrei na faculdade (há zilhões de anos atrás!...).

      Fique com Deus e só um lembrete: Jesus adorava um "bota-fora".

      O 1º milagre foi transformar água em vinho durante Uma Festa. Ele estava lá! Muito provavelmente, não rezando num canto, isolado, mas dançando, cantando, se socializando com os demais convidados. Viver também é isso, até mesmo para o Pai do Cristianismo!...

      Na Bíblia, há VÁRIAS passagens sobre Cristo indo cear na casa de alguém. Com Zaqueu (Lc 19, 1-10), o Mestre Se convida pra "filar a boia" lá!... Fartando-se, bebendo, dançando, Ele falava ou era o Próprio Exemplo do Reino de Deus. E aquela passagem em que Jesus diz que o que mancha o homem não é o que entra, mas o que SAI de sua boca (Mt 15, 7-20)?

      Jejuns e abstinências funcionam e a história no Livro de Ester nos mostra isso. Entretanto, a rainha jejuou pelo seu povo por 3 dias, certo? Não vale fazer disso O Único caminho de libertação. O que quero dizer é: controlar os pensamentos e o que dizemos é mais difícil do que fechar a boca. Sei, porque "falo pelos cotovelos" - o que devia e o que não devia ser dito. (Meu Grande Erro nesta vida...)

      Um beijo e adorei a sua participação neste Post sobre sonhos!

      Toda a Felicidade do mundo no seu casamento, nos seus estudos e com os filhos que, Se Deus Quiser, já estão a caminho: eles já existem no Sonho do Criador!

      Saúde e Paz!!

      ~~~

      Excluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.