25 de novembro de 2011

Para entender (e viver) o Advento

Nesse tempo litúrgico, a Igreja se prepara para o Natal,
para se despedir da noite
e receber com festas e cânticos a Nossa Luz: Cristo Jesus!


(Imagem de Gustavo Rezende)

A Igreja Católica não celebra o nascimento do bebê Jesus assim, de qualquer jeito, só porque o calendário indica que 25 de dezembro chegou. Não. Há toda uma preparação que, de acordo com o Dicionário Católico Básico (Editora Santuário, 2002), "inicia-se no quarto domingo antes do Natal e termina antes da primeira prece da noite de Natal". OK. Mas, o que isso implica afinal?

Conforme os Reverendos John Trigilio Jr. e Kenneth Brighenti elucidam no ótimo livro Catolicismo para Leigos (Alta Books, 2008):

O Advento é o tempo em que os fiéis se preparam espiritualmente para o Natal, em meio a todas as compras, decorações, cozinha e festas. O Advento diminui a festividade para os católicos, para que a celebração verdadeira possa tomar lugar no dia do nascimento de Jesus, o Natal.

Assim, durante o Advento (os dois padres continuam):

- Os católicos tipicamente se confessam para prepararem-se para o Natal;
- Alguns vão à Missa todos os dias da semana;
- A maioria ora mais e pratica a paciência e tolerância - enquanto o restante do mundo enlouquece com as compras de Natal (...).

Na obra Para Entender e Celebrar a Liturgia (Cléofas, 2008), Professor Felipe Aquino - que já foi chamado de "Google da Igreja Católica", devido a seu vasto conhecimento - também enfatiza essa preparação:

O Tempo do Advento deve ser uma boa preparação para o Natal, deve ser marcado pela conversão de vida; algo fundamental para todo cristão. É um processo de vital importância no relacionamento do homem com Deus. O grande inimigo é a soberba, pois quem se julga justo e mais sábio do que Deus nunca se converterá. Quem se acha sem pecado não é capaz de perdoar ao próximo e nem pede perdão a Deus.

Outra pergunta se impõe: quais são os meios de que os católicos se valem para viver bem o Advento e efetuar essa preparação para "a Festa do Natal de Jesus"?

Como visto, participar da Santa Missa e confessar-se são passos essenciais.

Em Dicionário Católico Básico, Padre Daniel L. Lowery expõe que na Santa Missa "as leituras litúrgicas e as orações colocam ênfase na vinda (advento, chegada) de Jesus Cristo. A primeira parte do Advento realça sua Segunda Vinda no final dos tempos; e a segunda parte (notadamente de 17 a 24 de dezembro) a vinda de Cristo à história da humanidade na época de seu nascimento em Belém".

Professor Felipe Aquino, no mesmo livro citado acima, aprofunda a exposição de Padre Daniel L. Lowery:

Nas duas primeiras semanas do advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. Um dia Ele voltará para colocar um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte.

Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, nos preparamos mais especialmente para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os Profetas o anunciaram com riqueza de detalhes: nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade de Davi; seu Reino não terá fim... Maria o esperou com zelo materno e preparou para a missão terrena.

Adoration of the Child Jesus (1445), Stefan Lochner

Participar da Celebração Eucarística, portanto, nos familiariza com o significado do Advento - desse tempo de espera por Cristo Jesus - e nos ajuda a preparar-nos para a Sua vinda.

Quanto ao segundo passo, confessar-se, Professor Felipe Aquino afirma: "Meditando a chegada de Cristo, que veio no Natal e que vai voltar no final da História, devemos buscar o arrependimento dos nossos pecados e preparar o nosso coração para o encontro com o Senhor. Para isso, nada melhor que uma boa Confissão, bem feita". (Para saber como realizar uma boa Confissão, acesse as dicas d'A Católica no Post Sem medo de MERGULHAR em mim e ME DESPIR na confissão.)

Outro passo relevante para nos auxiliar na preparação para a Festa do Natal de Jesus é a confecção da Coroa do Advento - "popular em igrejas, escolas e lares" (Dicionário Católico Básico) e cujos objetivos são "relembrar ao povo para se preparar espiritualmente para o Natal (...) e lembrar aos fiéis que Jesus é a Luz do Mundo" (Catolicismo para Leigos).

Conforme Padre Daniel L. Lowery, a Coroa do Advento corresponde a "uma coroa de louro, pinheiro, azevinho ou folhas semelhantes, com quatro velas que são acesas sucessivamente nas quatro semanas do Advento para simbolizar a chegada de Cristo, a Luz do mundo".

Segundo os Reverendos John Trigilio Jr. e Kenneth Brighenti, a Coroa é "uma grinalda de pinheiro com quatro velas, três púrpuras ou violeta e uma cor-de-rosa. A cada semana do Advento, uma vela é acesa, até a quarta semana, quando todas as quatro são inflamadas. As cores correspondem às vestes que o padre (...) veste nos Domingos do Advento".

Para esclarecer: de acordo com o site wiki.cancaonova.com, o Roxo (equivalente à púrpura ou à violeta) é a cor usada no Advento e na Quaresma, sendo "símbolo da penitência e da serenidade". O Rosa, como os Reverendos John Trigilio Jr. e Kenneth Brighenti detalham, é usado "como um sinal de regozijo antecipado" no 3º domingo do Advento, "também chamado de Domingo Gaudete (palavra latina para regozijo)", e no 4º domingo da Quaresma, ou "Laetare (outra palavra latina para regozijo)".

Fotografia de Andrea Schaufler

Conforme Professor Felipe Aquino, a Coroa do Advento "é da cor verde que simboliza a esperança e a vida, enfeitada com uma fita vermelha que simboliza o amor de Deus que nos envolve e também a manifestação do nosso amor, que espera ansioso o nascimento do Filho de Deus".

Ele explica ainda: "[As velas] são acesas em honra do Deus que vem a nós. Deus, a grande Luz, 'a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo', está para chegar, então, nós O esperamos com luzes, porque O amamos e também queremos ser, como Ele, Luz". Padre Daniel L. Lowery acrescenta que "o acender das velas é geralmente acompanhado de um hino apropriado, de uma leitura da Bíblia e de preces".

Caro internauta: para encerrar este Post d'A Católica, é relevante pontuar que o 1º Domingo do Advento marca o início do calendário da Igreja - o chamado Ano Litúrgico, muito diferente do calendário civil, embora tenha "os mesmos 12 meses e 365 dias", como os Reverendos John Trigilio Jr. e Kenneth Brighenti ressaltam. Neste ano de 2011, o 1º Domingo do Advento ocorre em 27 de novembro. Nas palavras dos dois padres:

O ano litúrgico católico gira em torno de duas festas: o Natal e a Páscoa*. Eles são feriados importantes, pois comemoram o nascimento e a ressurreição do fundador da Igreja, Jesus Cristo. A primeira metade do ano litúrgico tem foco no tema Cristo, nossa Luz e é representada pelo Natal. A segunda metade tem foco no tema Cristo, nossa vida e é representada pela Páscoa.

Só me resta desejar que você, eu, todos nós saibamos nos preparar adequada e sinceramente para esta Grande Celebração - para mim, a melhor época do ano - que é o Natal! Reconheçamos em Cristo a Luz a guiar a nossa vida e nunca nos perderemos nas trevas do desespero, da desesperança, da angústia, da mágoa, da sede de vingança... Do mal. Bom Advento para nós! Saúde e Paz!!

Imagem de Petr Kratochvil

P.S. *Para saber mais sobre a Páscoa, acesse o Post d'A Católica A Semana Santa de Um Jeito Simples!.

Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

  1. Excelente texto! Muito bem redigido, ótima formatação, referências de textos e imagens, e links interessantes. Conteúdo lindo e vasto abordado de forma precisa e sucinta, e sem deixar de encaminhar o leitor a outras fontes de conhecimentos correlatos. Realmente perfeito! Parabéns pelo trabalho. E um ótimo Natal!

    ResponderExcluir