4 de maio de 2011

Blogueiros no Vaticano: algumas notas sobre o encontro

CONFIRA o que foi discutido no Vatican Meeting Blog,
a reunião de blogueiros no Vaticano, que tratou de evangelização
através dos Blogs e da relação entre Igreja e Blogosfera!


Fotografia de Petr Kratochvil

Internauta d'A Católica:

Como muita gente na Blogosfera ou "Efigênia" (o mundo dos Blogs) sabe, nesta semana ocorreu o Vatican Meeting Blog - que pode ser traduzido para algo como: "Encontro vaticano de Blogs". O Pontifício Conselho para a Cultura e o Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais organizaram e promoveram, em nome da Santa Sé, uma reunião com blogueiros de todo o mundo.

Não foi um congresso, e sim apenas algumas horas de "de discussões sobre o papel da Igreja no contexto das novas mídias", conforme a Rádio Vaticano sintetizou. Padre Djalma Lúcio Magalhães Tuniz, scj, um dos seis blogueiros do Brasil escolhidos para integrar o debate, escreveu em um de seus Posts:

Logo no início já ficamos sabendo que este encontro não tinha grandes pretensões, não queria ser um seminário, não queria falar sobre como fazer um blog e muito menos as característica [sic] de um blogueiro católico, mas o objetivo principal era promover um diálogo entre blogs e a Igreja. A Igreja estava pronta para escutar.

Wagner Moura, que estava entre os seis brasileiros selecionados, avaliou: "Não foi uma reunião sobre 'como e o que blogar', nem sequer um evento católico – havia não-católicos na reunião que não teve temática religiosa especificamente, apesar do tratamento à Igreja como fonte de informação. Foi um momento de diálogo cultural, como, aliás, é percebida a internet, seus blogs, suas redes sociais...".

Segundo o site Catholic News Service, Richard Rouse, funcionário do Pontifício Conselho para a Cultura, explicou que a reunião do Vaticano "não foi concebida como um seminário sobre 'como fazer', nem foi destinada a desenvolver um 'código de conduta', mas em vez disso reconhecer o papel dos blogs nas comunicações modernas e iniciar um diálogo entre os blogueiros e o Vaticano".

Os organizadores, de acordo com a agência de notícias internacional Zenit, expuseram assim os objetivos:

Permitir um diálogo entre os blogueiros e representantes da Igreja, compartilhar experiências dos que trabalham diretamente neste campo e compreender melhor as necessidades desta comunidade. Também, apresentar algumas das iniciativas que a Igreja está empreendendo para entrar em contato com o mundo dos novos meios de comunicação, tanto em Roma como em outros lugares.

Cento e cinquenta blogueiros de todo o mundo foram pinçados para o evento, que ocorreu em 2 de maio (um dia após o Papa João Paulo II tornar-se Beato João de Deus, como carinhosamente o chamamos aqui no Brasil), no Auditório São Pio X, na Via da Conciliação, em Roma (Itália). Conforme o site da Arquidiocese de Campinas, entre os escolhidos

Há alguns blogueiros iniciantes e outros famosos; alguns blogs são institucionais, outros pessoais; existem aqueles que contam histórias pessoais e outros que narram fatos e acontecimentos locais e internacionais. Alguns são profissionais e têm um bom financiamento e outros funcionam como um trabalho de voluntariado.

Segundo a agência Zenit, 750 blogueiros inscreveram-se e só não puderam participar in loco, "por falta de espaço". O site da Arquidiocese de Campinas elucidou:

Foi feita uma pré-seleção buscando garantir uma presença diversificada, e, em seguida, uma seleção final por sorteio. Os organizadores pediram que aqueles que não foram escolhidos não se sintam excluídos e esclarecem que ser selecionado não implica qualquer aprovação do conteúdo dos blogs pelo Vaticano, nem o contrário: não ter sido selecionado não significa uma desaprovação.

Como visto, seis blogueiros brasileiros foram selecionados - e não apenas cinco, como muitos divulgaram: Pe. Djalma Lúcio Magalhães Tuniz, scj (inscrição número 119); Wagner Moura (número 149); Jovens Sem Fronteiras (número 67); Vittorio Saraceno (número 148); Rodrigo Gurgel (número 127) e Edmar Araújo (número 32).

Até o final da tarde desta quarta-feira, 4 de maio, três deles blogaram a respeito do encontro - o que me fez supor que apenas três Blogs do Brasil inscritos e escolhidos estiveram representados em Roma. Eis aqueles com Posts sobre o Vatican Meeting Blog: Blogueiro 119 (Djalma Tuniz,scj), do Padre Djalma Tuniz, scj; Vida sim, aborto não!, de Wagner Moura, e Jovens Sem Fronteiras.

Houve duas seções no evento.

Fotografia de Petr Kratochvil

No primeiro painel, cinco blogueiros abordaram "temas específicos". Teriam sido - pelo que apreendi no Blog OSV Daily Take: Rocco Palmo (EUA); Mattia Marasco (Itália); François Jeanne-Beylot (França); Elizabeth Scalia (EUA) e Padre Roderick Vonhögen (Holanda). De acordo com Padre Djalma Tuniz, scj, eles falaram "sobre a importância do blog na sociedade atual, as mudanças no mundo da comunicação virtual, e as diversas experiências, pois cada blog tem a sensibilidade do seu dono".

Brandon Vogt, em texto publicado no Blog OSV Daily Take, expôs: "Após os primeiros cinco palestrantes falarem por alguns minutos cada, a reunião foi então aberta para perguntas e respostas por cerca de meia hora". Sobre a questão dos Direitos Autorais, Rocco Palmo, do Blog Whispers in the Loggia, falou:

Há dois lados da moeda. Primeiro, você pode ser processado por copiar e publicar ainda que seja um único parágrafo sem dar o devido crédito [atribuição]. Por outro lado, o incrível no mundo dos blogs é que você pode incentivar o tráfego para outros sites, destacando o material deles. Parece que atribuir o material a sua fonte original é um jeito prudente de proceder. Use e refira-se ao conteúdo dos outros, mas dê o crédito onde é ele é devido.

Brandon Vogt observou: "Este é um tema profundamente ético, que precisa de orientação da Igreja".

Houve também a seguinte pergunta aos cinco blogueiros que compuseram o primeiro painel: "Você se pegou mudando o seu jeito de blogar nos últimos anos?". Padre Roderick Vonhögen, que cuida do Blog sqpn, refletiu:

Eu aprendi, principalmente com o Papa João Paulo II, que mais informação não necessariamente corresponde a mais sabedoria. Nós não devemos entrar na disputa de "quem dá o furo [jornalístico] primeiro". Isso nos força a publicar mais informação, mais atualizações e mais posts em velocidade crescente. Todavia, a Igreja deve ser aquela - branda como ela é - a dizer ao mundo para desacelerar, para processar e absorver somente a informação de que precisamos para crescer em virtude.

A agência de notícias Zenit acrescentou que, conforme os blogueiros painelistas, "por meio dos blogs, a fé pode ser transmitida e as discussões são realizadas entre as pessoas presentes na rede. (...) Os primeiros cinco a tomar a palavra insistiram no aspecto missionário dos blogs".

Citando igualmente Roderick Vonhögen, a agência de notícias relatou que o padre "confessou que descobriu quase por acaso a força e o poder dos blogs. Enviando vídeos pela internet, ele se tornou 'um pastor para pessoas que precisam dele' e que o buscam na internet. Esse sacerdote holandês, que publica suas intervenções em inglês, compara sua atividade pastoral na rede à construção de uma comunidade local".

Nesse mesmo texto da Zenit e ecoando essas colocações, Stéphane Lemessin constatou: "Um elemento surgiu com clareza das discussões: o nascimento de um novo tipo de presença pastoral na internet, até o ponto de que, segundo o sacerdote italiano Marco Sanavio, hoje é necessária a figura do 'web-pastor'".

Fotografia de Petr Kratochvil

O segundo painel do Vatican Meeting Blog trouxe à lume o "testemunho de pessoas implicadas na estratégia comunicativa da Igreja". De acordo com a agência Zenit, houve a apresentação de "suas experiências de trabalho com os novos meios de comunicação, assim como as iniciativas para assegurar um compromisso efetivo da Igreja com o mundo dos blogs". Padre Djalma Tuniz, scj, escreveu em seu Blog:

Na segunda apresentação, a mesa foi composta por pessoas ligadas à Santa Sé, e que de alguma forma trabalha [sic] na grande rede de comunicação do Vaticano. Entre esses debatedores estava o Padre Frederico Lombardi, diretor da Rádio e TV Vaticana, e também da Sala de Imprensa Vaticana. Ele disse que o mundo virtual, dentro de todas as suas possibilidades, é muito importante para Igreja.

O blog faz o papel de desenvolver uma opinião pública. É formando opinião entre os fiéis que ajuda a formar o pensamento da Igreja. O blogueiro faz parte de uma comunidade que não tem limites e o grande desafio é trabalhar essa universalidade.

Conforme Brandon Vogt, em outro Post publicado no Blog OSV Daily Take, o moderador do segundo painel, Padre Antonio Spadaro, SJ (sigla em latim de Companhia de Jesus), do Blog Cyberteologia, começou argumentando que

Quando se trata de blogar, "a Igreja precisa ouvir". Blogar, em particular, é um meio usado para publicar a mensagem. Todo mundo quer que sua voz seja ouvida, todo mundo quer ser [re]conhecido. Mas dialogar também requer a boa vontade de ouvir, de estar aberto a novas ideias. E isso é precisamente o que a Igreja e todos os blogueiros presentes esperam fazer nesta conferência. Somos chamados, antes de tudo, a ouvir.

Segundo o texto de Brandon Vogt, Padre Antonio Spadaro, SJ afirmou ainda que a Igreja espera manter contato com todos os blogueiros, e não apenas com aqueles que recebem mais visitas de internautas em seus Blogs.

"Nós queremos estimular um amplo diálogo com todos", disse Padre Federico Lombardi, SJ, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé. "A cultura dos blogs é muito de baixo para cima. Portanto, este encontro envolve muito mais do que aqueles que estão aqui hoje. A Igreja precisa dialogar não apenas com aqueles blogueiros que estão no topo, mas com aqueles em todo o espectro".

De acordo com o blogueiro, Padre Lombardi, SJ assegurou que o Sumo Pontífice "não bloga nem usa o Twitter, entretanto entende o poder da nova mídia". Brandon Vogt, exemplificando esse reconhecimento e consciência da Igreja, prosseguiu:

[O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé] cumprimentou a Blogosfera por sua ajuda vital na defesa do ensinamento da Igreja. Ele aludiu especificamente à controvérsia sobre o controle da natalidade, devido ao livro-entrevista Luz no Mundo, do Papa Bento XVI [confira um texto a respeito da polêmica aqui].

Lombardi agradeceu aos blogueiros por oferecerem esclarecimentos rápidos no caso. A mídia secular, em larga escala, distorceu e descontextualizou a visão do Papa. Porém, muitos católicos on-line responderam articulando em alto e bom som os verdadeiros pontos de vista de Bento XVI e da Igreja.

Ao final do Post, Brandon Vogt ponderou:

No geral, as reflexões de Lombardi revelaram a primeira atitude do Vaticano frente às novas mídias: curiosidade e humildade. Lombardi reiterou que, porque o Vaticano é novo diante de toda essa mudança e não está na vanguarda da tecnologia, a Igreja espera aprender com os fiéis como lidar com essas ferramentas. Assim, o Corpo de Cristo pode funcionar como um só, usando nossas forças para superar nossas fraquezas.

Fotografia de Petr Kratochvil

Em suas considerações sobre o Vatican Meeting Blog, o site Catholic News Service mencionou as citações da blogueira Elizabeth Scalia, que compôs o primeiro painel:

Os blogs católicos geralmente são verdadeiras fontes de "clareza Católica". Contudo, os blogueiros não podem arrogar-se serem fornecedores de clareza, a menos que o façam com caridade, ela disse. "A caridade é um dos maiores desafios que arrostamos", completou, porque "a liberdade é um dom e uma fonte de tentação para nossos egos".

Na mesma linha de raciocínio, o site publicou as considerações de Padre Federico Lombardi, SJ. Para o sacerdote, "toda a questão do egocentrismo dos blogueiros e do 'ego' é 'um dos problemas dignos de reflexão', porque enquanto isso é um perigo para todos os comunicadores, um comunicador ou comunicadora que se intitulam católicos devem focar, primeiro, em servir aos outros".

O brasileiro Wagner Moura resumiu o tópico em seu Blog. Para ele, um dos três temas do evento foi:

Propor aos blogueiros uma reflexão sobre liberdade e responsabilidade com essa nova forma de comunicação: todos foram provocados a colocar a comunicação da Web 2.0 a serviço da comunidade e não a serviço de si mesmos (do próprio ego). Destaco aí a ideia dos flashmobs [mobilizações relâmpago de pessoas] solidários e o convite aos blogs católicos para tratarem a Igreja como fonte de informação e não como adversária.

Para encerrar, esta bloggueira aqui - que lhe escreve de Belo Horizonte, Minas Gerais - deixa uma citação atribuída ao blogueiro francês François Jeanne-Beylot (como visto acima, ele fez parte do primeiro painel do encontro):

"Se Cristo viesse pregar hoje, não subiria numa montanha ou num barco, mas iria ao Twitter ou criaria um blog".

É isso, internauta!

Trouxe muitas coisas sobre o que refletir, não é mesmo? Eu não me inscrevi no evento, porque não havia como estar em Roma em 2 de maio (minhas multitarefas como dona-de-casa me impediram. Brincadeirinha...). Inspirada no exemplo de Padre Tim Finigan, do Blog The Hermeneutic of Continuity, fiz o possível para levantar para você algumas visões e interpretações da reunião em Roma.

Espero que tenha curtido e, como eu, aprendido (também). Saúde e Paz!!

P.S. Não se esqueça de emitir o seu Ponto de Vista em comentários (logo abaixo), que é Muito Bem-Vindo aqui no Blog A Católica. Obrigada.

P.S.2 A tradução das citações dos Blogs na língua inglesa, ao longo deste Post, são de responsabilidade de ~Ana Paula~A Católica (acatolica.com).


~Ana Paula~A Católica (acatolica.com)
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

  1. Olá Ana Paula! Fico satisfeito com seu apanhado explicativo sobre o blog meeting. Estou pesquisando as impressões sobre o evento para escrever um depoimento pessoal mais completo, menos resumitivo como o post que publiquei. Grato! Wagner Moura

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.