12 de fevereiro de 2011

O que você tem a oferecer a Nosso Senhor?

O Evangelho deste sábado nos pergunta: o que estamos esperando
para dar o nosso pouco e esperar que Cristo o multiplique em favor dos outros?

"Naqueles dias, como fosse novamente numerosa a multidão, e não tivessem o que comer, Jesus convocou os discípulos e lhes disse: 'Tenho compaixão deste povo. Já há três dias perseveram comigo e não têm o que comer. Se os despedir em jejum para suas casas, desfalecerão no caminho; e alguns deles vieram de longe!'.

Seus discípulos responderam-lhe: 'Como poderá alguém fartá-los de pão aqui no deserto?'. Mas ele perguntou-lhes: 'Quantos pães tendes?'. 'Sete', responderam.

Mandou então que o povo se assentasse no chão. Tomando os sete pães, deu graças, partiu-os e entregou-os a seus discípulos, para que os distribuíssem e eles os distribuíram ao povo. Tinham também alguns peixinhos. Ele os abençoou e mandou também distribuí-los.

Comeram e ficaram fartos, e dos pedaços que sobraram levantaram sete cestos. Ora, os que comeram eram cerca de quatro mil pessoas. Em seguida, Jesus os despediu. E embarcando depois com seus discípulos, foi para o território de Dalmanuta."
(Mc 8, 1-10)


Fotografia de Petr Kratochvil

Hoje Jesus também te pergunta: "Quantos pães tens?".

Não importa o que te falta, mas sim os recursos com que contas.
Ele, primeiramente, rende graças pelo que Lhe ofereces
e começa a multiplicá-lo entre os necessitados.

O pouco que és e tens, em Suas mãos, salva e sacia os que mais necessitam,
com os quais Ele se identifica: "... porque tive fome e me destes de comer".

(Palavra e Vida 2011 - o Evangelho comentado cada dia,
Hermana Glenda, Editora Ave-Maria)

Rebanho de ovelhas - Petr Kratochvil


Fotografia dos pães, por Peter Griffin (Click The Image)


~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

2 comentários:

  1. 4 mil comeram, isso sem contar as mulheres, pois a mulher não tinha significância. Imagine! Aqui se encaixa bem o sentido da providência divina, Devemos crer, sem temer que vai dar. Minha querida mãe passou-me isso, com tanta convicção e muito bem, agora sigo com confiança o que ela me repetia nos meus temores. Ana Paula, meu grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida
    A multiplicação dos pães é a soma de esforço comunitário...
    Deus recompensa nossa fraternidade...
    Bjs de paz e excelente fim de semsna pra vc.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.