12 de janeiro de 2011

Essa tal liberdade... (Venha cantar!)

Junto ao Padre Léo, vamos dedicar
a Cristo um samba do grupo SPC
Internauta d'A Católica,

O Post de hoje é um pouquinho diferente. A partir de uma canção do imenso e maravilhoso repertório da Música Popular Brasileira, também chamada de MPB, convido você a, junto comigo, refletir a nossa conversão.

Se leu o Post As canções que só eu canto para JESUS, já deve saber que tenho a mania de pegar músicas que compositores fizeram para a amada (ou o amado) e dedicá-las a Cristo. Pensando Nele e cantando para Ele.

Padre Léo, a quem carinhosamente chamo de meu diretor espiritual, fez algo muitíssimo parecido no ano de 1999, durante uma palestra na comunidade católica Canção Nova, aqui no Brasil.

Na pregação, ele critica a "falsa liberdade" que as drogas e outros vícios fornecem, particularmente, para os jovens e nos convence a buscar a Verdadeira Liberdade, aquela que só encontramos em... Jesus.

Ao final, o padre - conterrâneo meu das Minas Gerais - convida toda a audiência a entoar uma música que fez Grande Sucesso aqui no Brasil com a banda de pagode (espécie de samba), também das Minas Gerais, Só Pra Contrariar (SPC).

Padre Léo desafiou os ouvintes a cantar Essa Tal Liberdade (atribuída a Paulo Sergio Valle e Chico Roque), dedicando-a a Cristo. O público adorou. E após entoá-la, aplaudiu tão entusiasticamente, que foi difícil controlar a emoção para se concentrar, a fim de oferecer a Nosso Senhor uma oração. (Você pode conferir esse momento na Coletânea de Palestras do Padre Léo - Volume II.)

E qual a proposta deste Post?

Resposta: tentar levar você a experimentar a emoção de dedicar a mesma música a Jesus. Tendo em mente nossas quedas, nossos fracassos, nossos erros e, sobretudo, a nossa incidência nos mesmos erros, em outros termos, nos nossos vícios. Ao cantar Essa Tal Liberdade, vamos reafirmando a Cristo, e também no nosso coração, que Ele é "tudo o que eu queria".

O Post, então, está divido em 4 partes: na primeira, você conhece (ou relembra) a letra da canção; na segunda, você contempla as imagens que selecionei para ajudá-lo a fixar sua mensagem; na terceira, você ouve a música e, na quarta e última parte, rezamos juntos. Preparado? Boa Viagem musical! Saúde e Paz!!

1ª parte - A Letra da Canção

O que é que eu vou fazer
Com essa tal liberdade?
Se estou na solidão
Pensando em Você
Eu nunca imaginei
Sentir tanta saudade
Meu coração não sabe
Como Te esquecer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Troquei Quem mais amava por uma ilusão
Mas a gente aprende, a vida é uma escola
Não é assim que acaba uma grande paixão

Quero Te abraçar, quero Te beijar
Te desejo noite e dia
Quero me prender todo em Você
Você é tudo o que eu queria

O que é que eu vou fazer
Com esse fim de tarde?
Pra onde quer que eu olhe
Lembro de Você
Não sei se fico aqui
Ou mudo de cidade
Sinceramente, Amor,
Não sei o que fazer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Achei que era melhor cantar outra canção
Mas a gente aprende, a vida é uma escola
Eu troco a liberdade pelo Teu perdão

2ª Parte - As imagens para os versos

O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade?

(Fotografia de The Prophet from The World)

Se estou na solidão pensando em Você.
Eu nunca imaginei sentir tanta saudade

Meu coração não sabe como Te esquecer

(Imagem de Kosta Kostov)

Eu andei errado, eu pisei na bola

(Fotografia de Petr Kratochvil)

Troquei Quem mais amava...

(Imagem de Toby Hudson)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Petr Kratochvil)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Shari Weinsheimer)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Anna Cervova)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Petr Kratochvil)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Anna Cervova)

... Por uma ilusão

(Fotografia de Peter Griffin)

Mas a gente aprende, a vida é uma escola

(Fotografia de Joanna jablo)

Não é assim que acaba uma grande paixão

(Imagem de Petr Kratochvil)

Quero Te abraçar, quero Te beijar
Te desejo noite e dia

(Appearance of Jesus Christ to Maria Magdalina (1835),
de Alexander Andreyevich Ivanov)

Quero me prender todo em Você!
Você é tudo o que eu queria

(Imagem: The Sacred Heart of Jesus, de Administrator)

O que é que eu vou fazer com esse fim de tarde?
Pra onde quer que eu olhe, lembro de Você

(Fotografia de Anna Cervova)

Não sei se fico aqui ou mudo de cidade

(Fotografia de Bobby Mikul)

Sinceramente, Amor, não sei o que fazer

(Fotografia de Petr Kratochvil)

Eu andei errado, eu pisei na bola

(Imagem de Peter Griffin)

Achei que era melhor cantar outra canção

(Fotografia de Petr Kratochvil)

Mas a gente aprende, a vida é uma escola

(Fotografia de Peter Griffin)

Eu troco a liberdade pelo Teu perdão.

(Salvator Mundi (1510), de Vittore Carpaccio -
The Yorck Project 10.000 Meisterwerke der Malerei)

3ª parte - A música em si 



4ª parte - Rezemos a Cristo

Precisamos de Ti
(Orações de todos os tempos da Igreja, Cléofas)

Precisamos de Ti, de Ti somente, e de mais ninguém.
Só Tu, que nos amas, podes sentir por todos nós que sofremos

a compaixão que cada um sente para consigo mesmo.
Só Tu podes calcular como é grande,
como é imensamente grande
a necessidade de Ti neste mundo, nesta hora.

Todos precisam de Ti, também os que não o sabem,
e estes necessitam bem mais do que o sabem.

O esfomeado pensa que tem que buscar o pão, mas tem fome de Ti.
O sedento pensa que precisa de água, mas a sede é de Ti.
O doente sonha com a saúde,
mas não percebe que seu mal é a ausência de Ti, que és a beleza plena.
Quem busca a beleza do mundo, sem dar-se conta busca a Ti.

Aquele que, em seus pensamentos, está procurando a verdade,
também não percebe que deseja a Ti,
que és a única verdade digna de ser conhecida.
Aquele que se esforça para conseguir a paz está buscando a Ti,
Única Paz em que podem descansar os corações inquietos.

Eles Te chamam sem saber que Te chamam,
e seu grito é, misteriosamente, mais doloroso que o nosso.

Nós precisamos de Ti. Vem, Senhor.


Fotografia no início do Post, por Petr Kratochvil


~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

3 comentários:

  1. Não precisa aprofundar nada, valeu tudo! Lindo post, linda mensagem e fotos maravilhosas. Continue assim , com leveza e beleza. Ficou tudo delicioso para os sentidos. Parabéns! Abração!

    ResponderExcluir
  2. Por falar em fotos, eu entrei naquele site que vc gentilmente me enviou e não consigo ver nada de fotos, mas tudo bem. Pedirei a neta que domina a net melhor que eu. Ana Paula vc é a pessoa mais generosa e espontânea, para postar comentários que eu já conheci. Vc tem me deixado muito feliz. Vc chega com tanta disposição, que dá gosto! Eu sempre gostei de escrever orações e na minha comunidade, era muito procurada para esse fim, sem contar escritos mais importantes em datas especiais. Ana Paula, sinta-se abraçada com todo o meu afeto. No Alquimia tem um assunro jóia!

    ResponderExcluir