7 de janeiro de 2011

Domingo a Igreja relembra o Batismo de Jesus


Da Galileia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele. João recusava-se: "Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim!". Mas Jesus lhe respondeu: "Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa". Então João cedeu. Depois que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Eis que os céus se abriram e viu descer sobre ele, em forma de pomba, o Espírito de Deus. E do céu baixou uma voz: "Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição". (Mt 3, 13-17; Mc 1, 9-11; Lc 3, 21-22; Jo 1, 31-34)

Batizar ("baptízein", em grego) significa "mergulhar", "imergir".

Ser batizado não serve para entrar de sócio em um "clube" chamado "Igreja".

É muito além disso; é "renascer de novo";
é participar da morte e ressurreição de Cristo;
é ser arrancado do mundo das trevas e do domínio de Satanás,
libertado do pecado, tornando-se membro de Jesus Cristo,
incorporado à Igreja, Corpo Místico de Cristo;
participante de Sua missão de salvar o mundo.
(Batismo - Coleção Sacramentos, Canção Nova, 2007)

Explicação ao Capítulo 3, versículos 13 a 15, do Evangelho de São Mateus, de acordo com a nota da Bíblia de Jerusalém (Paulus, 2002):

"A Igreja nascente depressa se convenceu de que Jesus era sem pecado (...). Queria explicar por que Jesus havia se submetido ao batismo de João (...). De forma concisa, Mt 3, 15 diz:
a) que, por seu batismo, Jesus satisfazia a justiça salvífica de Deus que preside o plano da salvação,
b) que ele próprio era justo agindo assim,
c) que era preciso que ele se identificasse com os pecadores (...),
d) que ele preparasse assim o futuro batismo dos cristãos (...), apresentando-se como modelo deles (...)".

Nota da Bíblia para o versículo 16 do mesmo capítulo:

"O Espírito que pairava sobre as águas da primeira criação (Gn 1, 2) aparece aqui no prelúdio da nova criação. Por um lado, ele unge Jesus para a sua missão messiânica (...), que de ora em diante há de dirigir (...); por outro lado, como entenderam os Padres da Igreja, santifica a água e prepara o batismo cristão (...)".

Boa celebração do Batismo do Senhor para você!


Imagem: Baptism of Christ (2005), por Davezelenka


~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

  1. Ana Paula, vc faz uma saudação tão legal, tão inspiradora! Eu gosto tanto! Quisera ter mais tempo. O batismo de Jesus levou-me há anos atrás quando preparei uma missa para as crianças da catequese. Um catequisando foi caracterizado de João, com cajado, pele de cordeiro envolvendo o corpo e uma conchinha de côco, na outra mão. O Rio Jordão era feito de uma tira longa de papel celofane azul e crianças a seguravam esticadas, com o Batista fazendo gestos de tirar a água do rio e jogá-la na cabeça de outras criancas que se aproximavam para receber o batismo em seguida, Jesus. O silêncio era total, só quebrado pelo vozeirão do meu amigo que tocava o violão e cantava: "Ouço uma voz vindo da montanha, ouço cada dia melhor... vc deve conhecê-la. É da RCC, meu marido adorava e nas exéquias dele, esse mesmo amigo cantou. Teve outras novidades como o comentário das leituras que continha uma só palavra-chave escrita em cartolina e a criança mostrava caminhando pelos corredores .Havia naquela ocasião um missionário famoso pela implantação do dízimo, que percorria as paróquias fazendo esse trabalho com evangelização, e ele ficou apaixonado, segundo o padre me contou. Ana paula, dessa vez fui longe demais de tanto conversar com vc.E o que é pior, falei de mim. Obrigada pelo seu carinho que me faz feliz, mesmo. Abração.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.