2 de janeiro de 2011

1º Post de 2011: BRASIL abraça a sua Primeira Presidenta!

Lula, que deixou a presidência com 87% de aprovação (pesquisa CNT/Sensus),
entrega a sua ex-ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a Faixa Presidencial

Neste 1º de janeiro, todo o BRASIL assistiu a um feito inédito e histórico:
Dilma Rousseff é a 1ª mulher a assumir o cargo mais importante no país

"Hoje será a primeira vez em que a faixa presidencial
cingirá o ombro de uma mulher."

"Meus compromissos: honrar as mulheres;
proteger os mais fracos; governar para todos."

"A partir deste momento,
sou a presidente de todos os brasileiros..."

[Dilma chora e toma água. Ela repete a frase.]

"A partir deste momento,
sou a presidente de todos os brasileiros,
sob a égide dos valores republicanos."

(Frases de Dilma Rousseff no plenário da Câmara Federal
durante o discurso após a assinatura de seu termo de posse)

Epístola aos Romanos
São Paulo, Novo Testamento, Bíblia Sagrada

"Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus; as que existem foram instituídas por Deus. Assim, aquele que resiste à autoridade, opõe-se à ordem estabelecida por Deus; e os que a ela se opõem, atraem sobre si a condenação.

Em verdade, as autoridades inspiram temor, não porém a quem pratica o bem, e sim a quem faz o mal! Queres não ter o que temer a autoridade? Faze o bem e terás o seu louvor. Porque ela é instrumento de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, porque não é sem razão que leva a espada: é ministro de Deus, para fazer justiça e para exercer a ira contra aquele que pratica o mal.

Portanto, é necessário submeter-se, não somente por temor do castigo, mas também por dever de consciência. É também por essa razão que pagais os impostos, pois os magistrados são ministros de Deus, quando exercem pontualmente esse ofício. Pagai a cada um o que lhe compete: o imposto, a quem deveis o imposto; o tributo, a quem deveis o tributo; o temor e o respeito, a quem deveis o temor e o respeito.

A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, a não ser o amor recíproco; porque aquele que ama o seu próximo cumpriu toda a lei." (Rm 13, 1-8)

Neste 1º de janeiro, logo no começo da transmissão ao vivo, pela TV, da cerimônia de posse da presidenta eleita do Brasil, a belo-horizontina Dilma Rousseff, uma chuva torrencial caía sobre Brasília - a capital federal. O primeiro compromisso de Dilma era participar de uma sessão conjunta da Câmara dos Deputados e do Senado, no plenário da Câmara, onde assinaria o compromisso constitucional de posse.

Enquanto se dirigia ao Congresso Nacional (que reúne o Senado e a Câmara), dentro do Rolls Royce presidencial, com muita dificuldade, Dilma Rousseff acenava para a multidão sob sombrinhas e guarda-chuvas. No ato, ao assistir àquelas cenas - como as seis batedoras que ladeavam o carro correndo a pé e encharcadas -, pensei na canção de Eros Biondini e de Júlio César dos Santos: Chuva de Graça.

E desejei, do fundo do meu coração, que toda aquela água que descia do céu representasse uma chuva de bençãos sobre a mulher democraticamente eleita em 31 de outubro do ano passado. Que a água da chuva também limpasse os caminhos de Dilma Rousseff rumo ao Palácio do Planalto (onde o presidente da República trabalha), de modo que ela tomasse posse do cargo plena de paz, amor e da graça de Deus.

Sob farta e forte chuva (Chuva de Graça) Dilma Rousseff desfila
no Rolls Royce da Presidência da República em direção ao Congresso.
Nota: ela fez questão de ser escoltada por seis batedoras. Mulheres.


Há uma chuva de graça aqui
Está chovendo sobre todos nós
E quem mais se entregar
Mais se molhará

Há uma semente pra germinar
E muitos frutos a se produzir
Na terra do coração
Derrama Tua graça

Chuva de graça
pedimos a Ti
Chuva de graça
derrama em nós
Chuva de graça
neste lugar... Derrama!

"Que Deus abençoe o Brasil e o povo brasileiro."

(Dilma Rousseff no final de seu discurso, no parlatório do Palácio do Planalto,
após receber a Faixa Presidencial de Lula)


Fotografias de Lula e de Dilma Rousseff, por Fabio Rodrigues Pozzebom
Fotografia do Rolls Royce sob a chuva, por Elza Fiuza (ambos da Agência Brasil)


~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

4 comentários:

  1. Post bem consciente; muito apropriado o texto bíblico. Todo governante deveria lê-lo antes da posse. Que ela realmente cumpra tudo o que prometeu, mas sabemos que é impossível e prometer é regra do político. Quanto mais promessas, mais votos. Afinal os sonhos são alimentospara um povo faminto. A eleição de Dilma é um fato histórico marcante, de fato. Esperemos com esperança, pq ela tem fibra. Tanto tem que ela mesmo disse ontem, em seu discurso, que gastou a mocidade dela lutando.E FOI MESMO, POIS DURANTE A CAMPANHA EU RECEBI MILHARES DE E-MAIL MOSTRANDO AS "LUTAS"EM QUE ELA ESTEVE ENGAJADA. Torço para que tudo de certo. Ah! Ela diz presidentA. ABRAÇÃO!

    ResponderExcluir
  2. Viva a democracia! Òtima sua abordagem sobre a obediência às autoridades constituídas por Deus. Que o Senhor derrame bênçãos sobre o seu povo que tanto necessita.
    Um cheirão no seu coração amiga!

    ResponderExcluir
  3. Não me alegrei com esta última eleição mas desejo que esta senhora faça um bom trabalho para toda a população e exista, neste e qualquer governo, um bom diálogo entre todas as religiões.
    Deus derrame bençãos sobre o povo brasileiro!

    ResponderExcluir
  4. Salve Maria! Submeter-se com prudência. Quando as autoridades praticam atos que vão contra os ensinamentos de Cristo, não devemos nos submeter. Como mudou a mentalidade do povo brasileiro. Um vez ela foi presa por ser comunista, era guerrilheira. Hoje o próprio povo entregou-lhe o controle da nação, sem ela precisar usar armas. O comunismo é contrário ao cristianismo e condenado pela Igreja. Tenha um abençoado 2011!

    Déia
    http://reginacaeli.zip.net

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.