29 de agosto de 2010

Um Post para encher seus olhos de... Amarelo!

Caro internauta:
Este Post é para encher os seus olhos... Portanto, chega (por ora) de palavras! Comecei o dia ouvindo o inglês Elton John cantar Goodbye Yellow Brick Road. (Adoro essa música.) Yellow é "amarelo" em inglês e o termo me fez pensar, instantaneamente, em Van Gogh - Vincent Van Gogh (1853-1890). Pintor holandês que ficou famoso por retratar vastos campos de trigo e girassóis de todo jeito: inclusive, murchos.


Como eu estava "musical", lembrei-me da canção Vincent (Starry, Starry Night), traduzindo: "Vincent (Estrelada, Estrelada Noite)", do cantor e compositor norte-americano Don McLean. Você pode ouvi-la aqui e também conhecer a sua tradução.

Girassóis (1888) - Detalhe
Apesar de há anos toda a obra de Van Gogh ser uma das mais prestigiadas em todo o mundo, li que o artista holandês vendeu um único quadro em vida. Ele vivia financeiramente às custas do irmão, Théo (que o adorava), a fim de poder dedicar-se integralmente a sua Vocação: pintar o mundo - lindamente retratá-lo.

A relação dos dois irmãos é uma história à parte. Você pode adquirir Cartas a Théo (L&PM Pocket, 2004), a fim de conferir o ardor que Van Gogh nutria pela pintura e a amizade visceral com o irmão. O livro compila 200 das 652 cartas que eles trocaram - há um glossário com os nomes e termos que mencionam nelas.

Enfim, Van Gogh era apaixonado com a paleta e desenvolto com a caneta... Vale conferir.

Comecei, então, a procurar as obras do artista na Internet e minha retina começou a ser invadida por um amarelo vibrante...
... Que abraçou não só as minhas vistas, como a minha alma também!! E eu quis, aqui, dividir com você todas estas cores, ou melhor, todos estas variações de amarelo que Deus dispôs no mundo e Van Gogh, em seus quadros.

Boa Viagem, internauta!

Eu realmente espero que você se sinta tão animado, entusiasmado e pleno de amor pela vida quanto eu fiquei ao contemplar a obra de Deus (nos girassóis e campos de trigo de verdade) e a de Van Gogh (em suas telas fulgurantes). Acompanhe a seguir.

Fotografia de 3268zauber

Pintura de Van Gogh (detalhe)

Vaso com 15 girassóis (1888)

Fotografia de 3268zauber

Pintura de Van Gogh (1888-1889)

Fotografia de Jason Pratt

Doze girassóis numa jarra (1888)

Fotografia de 3268zauber

Pintura de Van Gogh (1888)

Fotografia de Nino barbieri

Still life with four sunflowers - 1887

Fotografia de Lisa Jarvis

Pintura de Van Gogh (detalhe)

Campo de trigo com corvos - Julho de 1890

Campo de trigo na Ucrânia. Fotografia de Dobrych

A Sesta (segundo Millet) - Janeiro de 1890

Imagem: Internet (Domínio Público)

O Semeador - Novembro de 1888

Fotografia de Antonio Quesada M

O Semeador (segundo Millet) - Junho de 1888

Carvalho em campo de trigo no Alentejo (Portugal). Fotografia de Faísca

Seara com ciprestes - Junho de 1889 (Fotografia de dmadeo)

Campo de trigo no Estado de Oregon (EUA) - Imagem: Internet (Domínio Público)

Experimento uma terrível clareza
em momentos em que a natureza é tão linda.
Perco a consciência de mim mesmo
e os quadros me vêm como em sonhos.

Quanto mais feio, mais velho, mais perverso, mais doente, mais pobre
eu me torno, tanto mais procuro tirar a desforra,
fazendo as minhas cores brilhantes, bem equilibradas, radiosas.

Vincent Van Gogh no excelente Van Gogh - Visão e Realidade (Taschen, 2004)


Fotografia das pétalas de um girassol (ampliadas): Sam Mugraby


~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

  1. Voce convidou e eu vim. Gostei demais do seu blog. Amarelo é a cor da sacralidade. Muito bom. Estou seguindo seu blog, convido-a a seguir o meu tambem.

    ResponderExcluir