19 de agosto de 2010

COMEMORAÇÃO!!!

Fotografia de Anna Cervova

Consegui... Consegui... i... i... i... i...

i... i.. i.

Entreguei a Monografia que fiquei devendo a um curso de especialização que fiz há 2 anos atrás.

Nem acredito.

Tirei um peso das costas, dos braços, da cabeça, dos ombros... Do coração.

Não há coisa pior (pelo menos, eu penso assim) do que a sensação, a angústia, o fardo do "dever não cumprido".

Passei meu primeiro ano e meio de casada tendo pesadelos, acordando de madrugada aos prantos. Sonhava com provas que eu não sabia, trabalhos que eu era a única da turma a não entregar. Jung PURO. Nos meus sonhos (como na realidade) eu era aquela que "não conseguia", "não fazia", "não sabia".

Agora, depois de 2 anos, entreguei o trabalho. Cumpri meu dever. Queimei uma etapa.

Daí os fogos de artifício: eu consegui.

Meu marido "encheu" minha paciência: "Aposto que você foi a última da sua turma a entregar...". E daí??

A vida inteira eu fui "adiantada": aos 5 anos já sabia ler; aos recém-completados 17 já estava na faculdade. Cansei de "correr", chegar antes.

Esperei o meu tempo. O meu tempo de querer ler, estudar, entender, redigir.

O tema da Monografia?... O Vaticano no Direito Internacional. Veja bem: esse é o tema, e não o título, que começa assim: "É Estado ou não é?". Queira Deus que seja bem avaliado.

Este post é simples como só os simples sabem ser.

Um post desabafo, um post constatação.

Com eu me sinto agora??

Não sei. Depois de 2 anos de pesadelos, da tortura de encontrar um assunto interessante sobre o qual versar, do medo tremendo de não dar conta - afinal, eu nunca havia escrito um trabalho científico antes, de tamanha importância -, finalmente, cumpri o meu dever.

Agora, estou diante de um deserto. Como as dunas do Saara, que de vez em quando a gente vê na TV. Aquele amarelo ocre, forte, sob o céu intenso e o sol no azul.

O que há diante de mim? Só areia, imensidão, montes de dunas, imensidão.

Estou pronta para as próximas aventuras que Deus me reserva. Quais serão?...

P.S. Não posso deixar de reconhecer o apoio que tive do Espírito Santo pela intercessão de Nossa Senhora. Nunca escrevi uma monografia antes... Nem sabia por onde começar!!! Li tantos livros, tantos xerox, tantas impressões da Internet... Antes de digitar cada página e de concatenar qualquer pensamento, humildemente eu recorria à ajuda do Alto, dos Céus. Cada dia que passa compreendo esta Verdade: não somos nada sem a Graça do Nosso Bom Deus.

~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.