25 de julho de 2010

É fácil ler a Bíblia!

(A Bíblia ao lado é idêntica à que carrego na bolsa: formato de "bolso", Editora Ave-Maria.)

Uma vez participei de um seminário com a agora ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmén Lúcia Antunes Rocha. Na época, ela era procuradora de Minas Gerais e atrasou-se mais de uma hora para a palestra que daria no auditório da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), porque estava ocupada com o então governador do estado, Itamar Franco.

Valeu a pena a espera.

Ela tem o dom da oratória: é culta e divertida. Entre outras coisas, ensinou-nos que jamais deveríamos sair de casa sem um exemplar da Constituição do Brasil "debaixo do braço". Contou-nos histórias hilárias em que ela fez valer o seu direito justamente porque tinha a Carta Magna da nossa República em mãos. Mostrou-nos o seu exemplar, lotado de folhas impressas soltas com as Emendas Constitucionais (alterações feitas à Constitução. Até agora, 25 de julho de 2010, elas somam 66).

Senti-me cheia de mim e cheguei a dizer a mim mesma que seguiria o exemplo de Carmén Lúcia: só sairia de casa com a Constituição na bolsa.

O tempo passou, anos se passaram, e eis-me aqui: não com um exemplar da Constituição, mas com uma das minhas oito Bíblias na bolsa. Não desprezo o valor das previdentes palavras da ministra, mas o tempo me fez ver que "debaixo do braço", o que eu tenho que ter mesmo é a Palavra de Deus. Debaixo do braço, sob os olhos e dentro do coração. Os textos mais importantes da minha vida estão contidos nos 73 livros que constituem a Bíblia.

Não sei exatamente quando o meu amor pela Palavra de Deus começou. Sei que foi por volta de 2007. Comecei com um exemplar marrom de bolso, com zíper, da editora Paulus, no qual li todo o Novo Testamento. Em seguida, acompanhando a programação da TV Canção Nova, aprendi que existe um "método" para se ler a Bíblia, que não é uma obra que se acompanha linearmente do início (Gênesis) ao fim (Apocalipse).

Bíblia vem do grego e significa um conjunto de muitos livros. Segundo Antônio Carlos Santini em Garimpando as Escrituras - a Bíblia ao seu alcance (Editora O Lutador), "o termo BÍBLIA vem da língua grega: 'bíblion', 'livro'. Sua forma plural 'tá biblía' (isto é, 'os livros') deu origem ao nome com o qual designamos o conjunto de livros portadores da Palavra de Deus revelada aos homens. A BÍBLIA não é um livro. É uma BIBLIOTECA!".

Dessa forma, por ser uma "biblioteca", não precisamos ler tudo de uma vez e na ordem em que se apresenta. Como nas bibliotecas comuns, dirigimo-nos a uma estante e pegamos um livro - e apenas ele - que queremos ler naquele momento. Depois o "recolocamos na estante" e pegamos outro. Bem, acontece que essa biblioteca chamada Bíblia tem 73 livros!... Por qual começar então?

Como disse acima, acompanhando a TV Canção Nova, descobri que Monsenhor Jonas Abib, fundador dessa comunidade católica, elaborou um jeito eficiente e muito gostoso de ler a Bíblia. Convido você, nas próximas linhas, a acompanhar esse método e, quem sabe, a experimentá-lo...

Em seu livrinho A Bíblia no meu dia-a-dia (Canção Nova e Loyola, 2007), Monsenhor Jonas propõe que comecemos pela Primeira Carta de São João, no Novo Testamento. E por quê? Ele responde: "A primeira necessidade de um cristão é ter certeza de sua salvação" e "dos 73 livros da Bíblia, só essa pequena carta foi escrita com este propósito: o de nos dar a certeza da Salvação".

Monsenhor também nos orienta a reler essa carta: "Trata-se de uma realidade boa demais para ser verdade! E somente a Palavra de Deus pode nos persuadir dela. É por isso que você vai ler a Carta inteira duas vezes: para se convencer, pela Palavra de Deus, da mais linda realidade de sua vida". É São João quem nos garante: "Isso vos escrevi para que saibais que tendes a vida eterna, vós que credes no nome do Filho de Deus" (1Jo 5, 13).

Antes de seguir em frente, e descobrir qual o próximo livro a ser lido, é preciso elucidar o método de Monsenhor Jonas Abib: ele nos recomenda a ler um capítulo de um livro da Bíblia por dia. Um e apenas um. Pouquinho, né? Porém, nada impede que quem puder ler dois ou três capítulos por vez o faça (o amado e saudoso Padre Léo dizia ler quatro capítulos da Bíblia por dia).

Prosseguindo: dentro desse único capítulo, nós "recolheremos" 5 coisas para compor o que ele chama de Diário Espiritual.

Tomamos, assim, um caderno e uma caneta. No alto da folha, anotamos a data e, em seguida, desenvolvemos o Diário, escrevendo:

1°) As Promessas de Deus que encontramos na leitura.
Por exemplo: "Ora, o mundo passa junto com sua cobiça, mas quem faz a vontade de Deus permanece para sempre" (1Jo 2, 17).

2°) As Ordens de Deus -
"se são ordens", Monsenhor Jonas recomenda, "precisam ser cumpridas".
Ex.: "Filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas com obras e de verdade" (1Jo 3, 18).

3°) Os Princípios Eternos -
que correspondem a uma verdade irrefutável, base da vida cristã.
Ex.: "Sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu inteligência para conhecermos o Verdadeiro. E nós estamos no Verdadeiro, em Seu Filho Jesus Cristo. Ele é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Filhinhos, guardai-vos dos ídolos" (1Jo 5, 19-21).

4°) Qual a mensagem de Deus para mim no dia de hoje?
Confesso que essa é a parte de que mais gosto! Trata-se de escrevermos os versículos que mais chamaram a nossa atenção. Em 2008, quando comecei a fazer o meu Diário, anotei o seguinte:

"Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho para pagar pelos nossos pecados. Caríssimos, se Deus nos amou assim, também nós devemos amar-nos uns aos outros" (1Jo 4, 10-11).

5°) Por fim: Como posso colocar isso em prática na minha vida?

Em 2008, eu escrevi o seguinte a respeito dos capítulos 4 e 5 da Primeira Carta de São João:

"Amar a TODOS - tanto os que me são simpáticos quanto os que me são hostis - está na ordem do dia. É o grande, senão o maior mandamento de Deus aos cristãos. Chamou-me a atenção também a advertência para me proteger dos falsos profetas. O prazer e a busca da fama não são os melhores objetivos, mas as coisas de Deus".

Parece fácil, não? Acredite: é!

Ler e anotar um capítulo por dia é tão pouquinho... Tão rápido e os efeitos em nossa vida são sensíveis e visíveis. Não tenho qualquer dúvida de que a Palavra de Deus é poderosa. Afinal, é o próprio Evangelho Segundo São João que nos afirma:

"No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. No princípio ela estava com Deus. Todas as coisas foram feitas por meio dela e sem ela nada se fez do que foi feito. Nela estava a vida, e a vida era a luz dos seres humanos. (...)

E a Palavra se fez carne e habitou entre nós; vimos a sua glória, a glória do Filho único do Pai, cheio de graça e verdade" (Jo 1, 1-4.14).


A palavra é algo tão forte que a própria Bíblia define Jesus como o Verbo, a Palavra feito "carne". Ler, degustar e memorizar a Palavra de Deus tem o efeito de nos aproximar do próprio Cristo e, tocados por Ele, transformar paulatinamente nossos pensamentos e nossos posicionamentos ante os problemas e as pessoas. Tornamo-nos, então, cheios de fé nos Princípios Eternos, de esperança nas Promessas de Deus e de disposição para cumprir as Suas Ordens.

Preparados para o Plano de Leitura? Por ora, fiquemos com o Novo Testamento:

1. 1ª Carta de São João. Duas vezes.
2. Evangelho de São João
3. Evangelho de São Marcos
4. As pequenas cartas de São Paulo:

- Gálatas,
- Efésios,
- Filipenses,
- Colossenses,
- 1ª e 2ª Tessalonicenses,
- 1ª e 2ª Timóteo,
- Tito,
- Filêmon.

5. Evangelho de São Lucas
6. Atos dos Apóstolos
7. Carta aos Romanos
8. Evangelho de São Mateus
9. 1ª e 2ª Carta aos Coríntios
10. Hebreus
11. Carta de São Tiago
12. 1ª e 2ª Carta de São Pedro
13. 2ª e 3ª Carta de São João
14. Carta de São Judas (não é o "Iscariotes", mas o Tadeu)
15. Apocalipse (também conhecido como Revelação)
16. 1ª Carta de São João. Terceira vez.
17. Evangelho de São João. Segunda vez.

De acordo com Monsenhor Jonas Abib, nós encerramos o trabalho com o Novo Testamento retornando à 1ª Carta e ao Evangelho de São João: "você verá que eles têm agora um novo sabor. Você termina por onde começou, fechando esse ciclo".

E quanto às metáforas nos textos bíblicos? E se não entendemos o que estamos lendo? O religioso responde: "Até na leitura de um romance acontece isso. Não pare, prossiga; à medida que se vai lendo, as coisas vão se esclarecendo umas às outras. É uma regra de ouro: a Bíblia se explica por si mesma".

Para encerrar esta postagem do Blog http://www.acatolica.com/, recorro uma vez mais às palavras do fundador da Canção Nova sobre a necessidade urgente de nos envolvermos o quanto antes com a Palavra de Deus:

Especialmente a você que não conhecia esse método de trabalhar com a Bíblia, você que não tinha lido antes e que agora está tomando contato com essa nossa proposta, a você entrego essa que é, muito mais do que uma ferramenta, uma arma de guerra, em particular nos tempos em que vivemos.

Eu a passo a você e peço a Deus que você fique treinado em seu uso; porque nesta época, mais do que nunca, todos nós precisamos disso. Em tempo de guerra, é necessário ser guerreiro; e o guerreiro precisa saber usar suas armas, pois do contrário é alvejado pelo inimigo. Sem esse conhecimento, ele corre riscos e põe em perigo toda a sua tropa.

Por tudo o que foi exposto é que a Bíblia, há três anos, não sai da minha bolsa. É com ela que faço valer esta verdade: que sou filha de Deus e devo agir consoante a minha origem, amando e respeitando o meu próximo.

Em contrapartida, como se a própria Constituição estivesse "debaixo do braço" (a exemplo do que aconselhou a ministra Carmén Lúcia), também posso exigir ser tratada de um modo que reverencie a minha origem: eu mereço ser amada ou no mínimo respeitada, porque sou ser humano, brasileira e filha de Deus - imagem e semelhança Dele!

Antes de ir em frente nesta deliciosa e envolvente jornada que é conhecer a Bíblia, é essencial pôr-nos em oração, invocando o Espírito Santo:

Imagem de PetrusSilesius
Vinde, Espírito Santo, enchei o coração dos vossos fiéis.
Acendei neles o fogo do vosso amor.
Enviai o vosso espírito e tudo será criado.
E renovareis a face da Terra.

Oremos: Oh, Deus, que instruístes Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo,
fazei que pelo mesmo espírito apreciemos retamente todas as coisas
e gozemos sempre de sua consolação.

Após invocar o Espírito Santo, costumo recitar outra oração, que eu vario de tempos em tempos. Hoje, deixo aqui esta, extraída e adaptada do livro Os Cinco Minutos dos Santos (Editora Ave-Maria, 2006):

Senhor Deus,
despertai em meu coração a vontade de encontrar forças
para suportar e vencer minhas atuais dores,
pela leitura, meditação e vivência da Sagrada Escritura.

Boa Leitura da Palavra de Deus!!

P.S. A exemplo do Mons. Jonas e do Padre Léo, podemos usar canetas esferográficas coloridas para sublinhar a Bíblia durante o nosso estudo - o que facilita localizar os versículos, a fim de escrevê-los no nosso Diário Espiritual. Eu faço assim: azul para as Promessas de Deus; laranja para as Ordens de Deus; verde para os Princípios Eternos e rosa ou vermelho para a Mensagem de Deus.


Fotografia da Bíblia Sagrada da Editora Ave-Maria: Internet

~Ana Paula~A Católica
Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

2 comentários:

  1. Êta, coisa bonita de bíblia cor- de- rosa choque! Como diria Rita Lee. Vc sabia que a Família Lee, morava aqui na minha cidade, o maior núcleo de imigrantes norte americanos? Parabéns pelo capricho de post, menina e que alegria ver que vc a lê muito. Meu marido era um expert em bíblia. Ele era como o Pe. Léo e se ele, quero dizer, se ambos estivesem vivos, eu faria de tudo para que se conhecessem. Eu até vejo os dois na maior farra bíblica.Que pena, fui conhecer Pe. Léo depois que meu marido morreu e não demorou muito lá se foi o nosso querido Pe. também.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por suas palavras e por sua iniciativa de compartilhar suas experiências com a Deus e a sua Palavra.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.